Conheça um pouco mais sobre os autores e conheça outras de suas obras.

Fernando Pessoa

Fernando Antônio Nogueira Pessoa nasceu em 13 de junho de 1888, na cidade de Lisboa, Portugal. Morreu na mesma cidade, em novembro de 1935, aos 47 anos, de complicações hepáticas. A infância foi marcada por perdas. Aos 5 anos perdeu o pai e aos 17 já havia sofrido a morte de três irmãos. Após a morte do pai, foi viver com a família na casa da avó paterna e, dois anos mais tarde, casando-se a mãe com o cônsul português, mudou-se para a África, onde viveu até os 17 anos, retornando a Lisboa em 1905, onde passou a trabalhar em jornalismo, publicidade, e a circular nos meios literários, tornando-se um dos escritores mais criativos e enigmáticos de todos os tempos. Aclamado pela crítica como um dos maiores poetas da Língua Portuguesa, comparado a Camões, sua genialidade revela-se sobretudo na criação dos heterônimos — Álvaro de Campos, Ricardo Reis e Alberto Caeiro —, personalidades poéticas completas, através das quais o poeta criou vasta obra, além da produção atribuída a ele próprio, o ortônimo, ou Pessoa ele-mesmo. O Livro do Desassossego, um de seus trabalhos mais profundos e originais, é atribuído a Bernardo Soares, considerado semi-heterônimo de Pessoa por parecer-se muito com ele. É possível afirmar que Pessoa dedicou a vida à arte da pala-vra, produzindo, além da vastíssima obra como poeta, ensaios, esquetes teatrais, reflexões pessoais e crítica literária.

Poemas Selecionados

Quintessência do desassossego, A

 
 
 
facebook | artes e ofícios twitter | artes e ofícios
Artes e Ofícios | Créditos